cris loureiro blogs

o meu verbo ler [livros infantis]

Desde que fui mãe que recuperei o gosto perdido pelos livros infantis.

Gosto de procurar livros que acrescentem algo à vida das minhas filhas e normalmente sou sempre a primeira a lê-los.

 

O último livro que adquiri foi uma agradável surpresa. "The dot" ["o ponto"], de Peter H. Reynolds, é uma pequena estória sobre criatividade, a criatividade de quem cria e a criatividade de quem vê. A pintura é um ótimo exemplo da forma como a criatividade de quem observa é tão desafiada como a do criador da pintura. O pintor cria uma obra que aos olhos de outrem pode ter diversas interpretações segundo a criatividade de cada observador, isto é amplamente percetível em especial na pintura abstrata. Pelo enorme desafio que é à criatividade de cada um, a observação de uma pintura abstrata, comentários menos lúdicos saem por vezes das bocas de quem não se contenta com os meros riscos que consegue ver. Verdade seja dita é preciso termos a mente aberta para ver e criar arte e este livro é isso mesmo, é uma professora que vê mais além, e é uma aluna que, no meio da sua frustração, reage e desafia-se a fazer mais e melhor. 

 

"Make your mark... and see where it takes you!"

 

O meu traço não será igual ao teu mas não é por isso que é melhor ou pior. Nada na criatividade é regra, nada é certo ou errado e é esta complexa falta de avaliação e unanimidade que muitas vezes mata o ato criativo porque na verdade somos nós próprios os nossos maiores castradores. Numa sociedade cheia de regras e pressupostos, libertarmo-nos totalmente desta realidade diária e por momentos fazermos "apenas" um ponto, sem nos questionarmos amplamente do porquê, da sua qualidade, da sua forma e concepção, é um desafio titânico para todos nós que vivemos sobre a opressão desta sociedade impositora mas a verdade é que, no nosso papel, somos nós que mandamos e nele temos toda a liberdade de riscar sem quaisquer limitações.

 

Um livro a ler e reler, com ou sem crianças.

 

Quem por aí já leu o livro? O que achou? 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2016 - 2018 Cris Loureiro writes

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now